© Letícia Spinardi

  • LinkedIn - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • Blogger - White Circle

Com paixão é melhor...

09/25/2015

Hoje, depois de muuuuito tempo sem abrir meu blog pessoal, fui até lá procurar um texto e depois de uns quinze minutos de saudosismo e outros 15 de arrependimento pelo abandono me dei conta do quanto eu estava sentindo falta de escrever naquelas páginas que eram não apenas uma paixão, mas um refúgio. Não um refúgio no sentido de fuga, mas de liberdade, expressão, movimento, expiração e inspiração...

 

Para alguns isso pode não fazer sentido algum, mas para mim (e talvez para outro par de pessoas no mundo) escrever é como um combustível que alimenta alma, mente e coração. É o momento em que você se pega conversando consigo mesmo, construindo seus ideais, crenças e sua própria visão de mundo. E talvez por isso eu tenha sentido que era uma pessoa melhor, com uma mente mais ampla, com pensamentos tão mais profundos e preocupações tão menos fúteis do que hoje. E isso me fez querer voltar àquele tempo. Mas não arrependida pelo que passou, e sim voltar àqueles breves momentos meus, únicos e exclusivos, de dialogar com minhas próprias palavras e juntar o que sou hoje com o que era a cada texto postado para ser mais completa. E voltar a entender o quanto somos pequenos e nada sabemos diante da imensidão de coisas que nos cercam neste mundo. E quanto mais você ler, aprender, quando mais experiências tiver, mais certeza terá disso.

 

O segredo que torna escrever um combustível para mim, assim como uma piscina olímpica incendeia um nadador e um ingrediente raro seduz um chef de cozinha é apenas um: paixão!

 

Se você tem paixão pelo que faz, não importa os obstáculos, dificuldades ou desafios, você sempre fará o seu trabalho muito bem e continuará com o motor girando, não importa o que aconteça. E assim, aproveitando o ensejo, pego um gancho exatamente em um texto que redigi sobre isso em 2010. Lá se foram cinco anos, mas o sentimento ainda é o mesmo...

 

"Algumas pessoas tem o dom da escrita. Outras não...

 

Mentira! Todas as pessoas tem o dom da escrita. A diferença é que alguns desenvolvem essa habilidade quando alfabetizados, enquanto outros preferem permanecer aperfeiçoando outras habilidades com que sentem mais afinidade.

 

O segredo é fazer, seja lá o que for, com paixão. Claro que no dia-a-dia, com aquela correria louca, nem sempre a gente tem tempo de ficar apaixonado por algo para escrever... A maioria dos nossos textos será apenas, digamos, comum. Mas se você treinar a prática da ‘escrita com paixão’ pelo menos uma vez por mês, com o tempo, tudo que fizer será cada vez melhor e mais ‘apaixonado’... E a mesma lógica serve para qualquer outra atividade...

 

Note a diferença. (O exemplo é intencionalmente bobo, para mostrar como é simples...)

 

Alguém que escreve por obrigação ou mera ação de causa: "O pão com manteiga estava muito gostoso..."

 

Alguém que escreve com paixão: "Eu podia até sentir a manteiga derretendo no pão ainda quente, mal saído do forno, com o cheiro que trazia todas as lembranças da minha infância no sitio dos meus avós e a saudade de um tempo que não volta mais..."

Viu. É mais ou menos isso, simples assim... E é assim com tudo. Um casal que dança com paixão (e não é necessariamente paixão pelo parceiro, mas pela dança em si!) certamente se destaca muito mais do que aquele que dança apenas para dizer que dança ou para ganhar uma competição (aí o que os move é o instinto competitivo, que não faz as maravilhas das quais a paixão é capaz), assim como um médico que cuida do paciente com paixão e muitas vezes dorme tentando descobrir a causa de um problema também se dá muito melhor do que aquele que prescreve o remédio para se ver livre do infeliz o quanto antes... É a mesma coisa com a escrita.

 

É quase como se fosse uma relação de amor e ódio, um casamento ou algo do tipo. Quando você escreve, você precisa se entregar, fazer aquilo como se fosse a coisa mais intensa do mundo. Não é preciso muito. Apenas tente se fechar em seu mundinho e focar seu pensamento naquilo que está escrevendo. Coloque lá suas opiniões, o que você pensa no seu mais profundo íntimo. As melhores mensagens vem do nosso subconsciente, e ele só consegue agir totalmente sobre nós quando abrimos a porta para que ele possa fluir.... Entregue-se sem medo! Afinal de contas, seu texto pode ser seu parceiro mais fiel e seu maior confidente, basta você acreditar no seu próprio potencial."

 

É isso... Atual como nunca.

 

Apenas descubra o que te move e coloque lenha na sua fogueira ;)

 

 

Please reload

Assine o Blog!

Posts em Destaque

Nos bastidores do sucesso: a receita para uma boa fórmula de experiência do cliente

February 25, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo